Nem sempre é fácil dar feedbacks a um colaborador, afinal criticar é tão ou mais difícil que receber uma crítica. No entanto, esse retorno sobre o comportamento e desempenho nunca deve ser encarado como uma queda de braço, uma bronca ou lição de moral, porque na verdade ele representa um alinhamento entre funcionários, gestores e empresa, portanto é fundamental.

Conforme uma pesquisa da Great Place to Work, quanto mais retorno um colaborador recebe por ano, mais aumenta o seu índice de confiança. Eles apontam que, no Brasil, 58% dos funcionários das 150 melhores empresas para trabalhar receberam mais de três feedbacks no ano, com um grau de confiança de 86. Esse número desce para 78 quando se recebe apenas um e sobe para 90 por quem recebe quatro feedbacks.

Por isso, saber falar e saber ouvir leva gestores, colaboradores e consequentemente a empresa a patamares bem mais elevados. O problema é quando uma conversa que deveria alinhar objetivos acaba tendo efeito contrário. Para evitar que isso aconteça, separamos algumas dicas para um bom feedback.

Estabeleça cronogramas
Algumas metodologias de gestão indicam feedbacks em tempos pré-estabalecidos, normalmente a cada 90 dias. Para isso, há questionários pensados para que gestor e colaborador avaliem o andamento dos trabalhos. Apesar de ser uma forma bastante formal de estabelecer retornos, é bastante funcional por se tratar de um protocolo. Algumas soluções em software para RH podem ajudar nesse processo.

Se prepare para os feedbacks
Quando estiver frente a frente com o colaborador ou gestor, é importante saber sobre todos os pontos que precisam ser avaliados, ditos e discutidos. Para isso, faça uma lista de itens a serem falados durante a conversa. É uma maneira de nada ser esquecido.

 Comece sempre pelo lado positivo
Os feedbacks devem valorizar o lado bom de cada colaborador. Sentir-se reconhecido é um grande motivador para que se desempenhe cada vez melhor seu trabalho. Começar pelos pontos fortes faz com que se assimile melhor os pontos que precisam ser melhorados.

Não perca o timing: fale e ouça
No caso de feedbacks pontuais, fora dos cronogramas, para tratar de assuntos específicos, não espere que o assunto seja esquecido. Quando mais rápido, maior o grau de assimilação. Não trate como bronca, mas como direcionamento de conduta. E, principalmente, ouça o que o colaborador tem a dizer. As vezes as melhores ideias surgem dessas trocas.

Finalize reforçando os pontos principais
Não esqueça de, no fim da conversa, repetir os principais pontos de tudo que foi dito. É uma forma de organizar os pensamentos e começar a pensar nas adaptações ao que está incoerente.

 

Pense em feedback como algo essencial a sua empresa. Conheça o Viasoft TalentRH, Solução completa para a Gestão de Talentos e saiba como ele pode ajudar na melhor gestão da sua equipe.

Conheça todas as soluções Viasoft.

Assine nossa newsletter

Assine a Newsletter

Digite aqui seu email e receba conteúdos exclusivos.

Leia também:

gestão de compras

A gestão de compras depende da gestão do estoque e da integração de setores

Gestão de compras, quando efetiva, é estratégica. Mas não é possível gerir comprar sem excessos ou desperdícios sem integração dos setores e sem um controle de estoque...

Continue Lendo
estoque

Materiais para Construção: Evite prejuízos com a gestão de estoque

O estoque de uma empresa é dinheiro guardado por isso mesmo ele deve ser muito bem cuidado. Ele é importante para que a empresa consiga atender seus clientes de...

Continue Lendo
Controle de produção

Maximize o controle de produção otimizando seus planos de corte

Softwares que proporcionam total controle de produção: na indústria é sempre hora para falar sobre eles. Quando se fala em tecnologia o assunto acaba chegando em...

Continue Lendo

Copyright © 2017 Viasoft - Todos os direitos reservados.

Ligamos para você!

Informe seus dados e receba a ligação de um dos nossos especialistas nos próximos minutos.












Se você já é cliente e está procurando atendimento visite nossa Central de Atendimento, clique aqui.