5 dicas para reduzir tributos

Redução de custos é palavra de ordem em tempos de crise, mas trocar copos descartáveis por retornáveis, deixar aviso de “apaguem as luzes” e fazer acordo para otimizar horas extras nem sempre são suficientes. Uma das formas mais eficazes de deixar os gastos menores, e aplicada por poucas empresas de forma correta, é o planejamento tributário.

Além de um controle de gestão com a ajuda das soluções VIASOFT, desenvolvidas para atender com especialidade setores diferentes, existem várias outras formas de redução desses valores, e o diretor executivo da Confirp, Richard Domingos, listou 5 dicas para reduzir tributos.

Planejamento tributário – Os três principais tipos de tributação são o Simples Nacional, Presumido ou Real. Em um planejamento tributário, se faz a análise e aplicação de um conjunto de ações, referentes aos negócios, atos jurídicos ou situações materiais que representam uma carga tributária menor, visando sua redução. A opção pelo tipo de tributação que a empresa utilizará no próximo ano fiscal pode ser feita até o início do próximo ano, mas as análises devem ser realizadas com antecedência para que se tenha certeza da opção, diminuindo as chances de erros.

Recuperações tributárias – Dentro do complexo sistema tributário brasileiro, muitas vezes ocorrem cobranças de formas indevidas, levando a uma elevação considerável da carga tributária. Por isso, a empresa deve estar sempre atenta aos créditos que tem direito. Dentre os impostos que podem ser recuperados estão pagamentos referentes ao PIS/Pasep, Cofins, IPI  e ICMS, além da compensação dos tributos recolhidos indevidamente.

Incentivos fiscais – Ferramentas de incentivo fiscal são instrumentos que visam o desenvolvimento econômico de determinada região ou certo setor de atividade, e as empresas devem utilizá-las a seu favor, indo desde apoio a ações de terceiros, como esporte e cultura, até mesmo leis que visam crescimento regionais e reduzem consideravelmente os valores a serem pagos.

Enquadramento correto na Classificação Nacional de Atividades Econômicas –  CNAE – Desde suas criações, muitas empresas já estão comprometidas com um erro primordial: seus cadastros perante ao governo não refletem suas reais atividades, e elas apresentam um CNAE inadequado. As chances dos impostos estarem errados, com alíquotas divergentes, são muito grandes, e em caso de constatação disso em uma fiscalização o resultado poderá ser pesadas multas.

Redução do FAP – O FAP é um índice aplicado sobre a Contribuição do Grau de Incidência de Incapacidade Laborativa decorrente dos Riscos Ambientais do Trabalho, podendo variar dependendo do número de ocorrências e ramo de atividade. Seus valores podem ser minimizados, sendo possível entrar com recursos administrativos para revisão da cobrança desses valores pelo Governo.

Gostou das 5 dicas para reduzir tributos?

Fonte: Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin)

Assine nossa newsletter

Assine a Newsletter

Digite aqui seu email e receba conteúdos exclusivos.

Leia também:

Construção sustentável: A preocupação também é sua!

O Brasil já está entre os líderes do mercado de construção sustentável. Também  é um dos setores que mais causam impacto no meio ambiente, aproximadamente 35% de todos...

Continue Lendo
Software de gestão

Configure a realidade do seu supermercado com um software de gestão

Em qualquer empresa, o gestor vive de acompanhar indicadores. Indicadores comerciais, financeiros, operacionais… a gama é extensa, por isso ter um software de gestão...

Continue Lendo

Plano de desenvolvimento individual: o que a empresa está perdendo sem ele

Um plano de desenvolvimento individual não traz crescimento só ao colaborador, mas à empresa também.   As empresas mais inteligentes do mercado já investem em plano de...

Continue Lendo

Copyright © 2017 Viasoft - Todos os direitos reservados.

Ligamos para você!

Informe seus dados e receba a ligação de um dos nossos especialistas nos próximos minutos.












Se você já é cliente e está procurando atendimento visite nossa Central de Atendimento, clique aqui.